Em manhã de finais na natação, Brasil conquista mais dois ouros em Tóquio


Nadadores Gabriel Araújo e Talisson Glock subiram novamente ao pódio

Em manhã de finais na natação, Brasil conquista mais dois ouros em Tóquio

Foto: Miriam Jeske/CPB

Por: Gabriel Amorim 

Em uma manhã de disputa de finais dois nadadores brasileiros alcançaram o lugar mais alto do pódio. Tanto o mineiro Gabriel Araújo, quanto o catarinense Talisson Glock já haviam subido em pódios nesta edição dos Jogos, mas garantiram o ouro nas provas que disputaram nesta quinta-feira (02). A natação brasileira já levou oito ouros em Tóquio.

Talisson Glock, de 26 anos, conquistou a medalha de ouro nos 400m livre da classe S6 (para atletas com deficiências físicas). O brasileiro manteve o favoritismo que conquistou após ser o mais veloz nas eliminatórias e fechou a final em 4min54s42, pouco mais de um segundo à frente do italiano Antonio Fantin, atual campeão mundial (4min55s70). O russo Viacheslav Lenskii completou o pódio com o bronze (5min04s84).

Já Gabriel Araújo, o Gabrielzinho, venceu nos 50m costas da classe S2 (para atletas com deficiências físicas).O atleta, que ganhou notoriedade por suas dancinhas quando sobe ao pódio, marcou 53s96 no Centro Aquático de Tóquio para vencer a prova. Deixou em segundo lugar o chileno Alberto Abarza (57s76) e em terceiro o russo Vladimir Danilenko (59s47).

Antes, o brasileiro havia conquistado uma medalha de ouro nos 200m livre da classe S2 e uma de prata nos 100m costas da mesma classe. Talisson, por sua vez, já havia subido ao pódio duas vezes, e com dois bronzes: um nos 100m livre S6 e outro no revezamento 4x50m livre misto até 20 pontos. Foi o primeiro ouro em Paralimpíadas da carreira dele.

Metro1