Sem símbolo sagrado do candomblé, Fundação Palmares abre concurso para novo logotipo


Sérgio Camargo relatou desagrado por imagem, após descoberta do significado

Sem símbolo sagrado do candomblé, Fundação Palmares abre concurso para novo logotipo

Foto: Divulgação/Reprodução

Por: Metro1

O presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP), Sérgio Camargo, decidiu trocar a logomarca da instituição, que hoje representa um machado do orixá Xangô, entidade do candomblé. Anteriormente, ele já havia declarado o desgosto pela arte, quando descobriu do que se tratava.

“O logotipo da Palmares sempre me desagradou, mas eu achava que era uma palmeira estilizada. Santa ingenuidade!”, escreveu Camargo nas suas redes sociais, em maio. A substituição argumenta que o Estado é Laico.

Nesta terça (17), um concurso foi aberto para a criação de um novo logotipo. De acordo com o edital, a imagem deverá remeter “exclusivamente à nação brasileira”. Um prêmio de R$ 20 mil será oferecido ao vencedor. A abertura do edital foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).